quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Até breve...

Não sei se algum dia eu vou voltar a escrever com o mesmo entusiasmo com que escrevia antes... Era importantíssimo pra mim conseguir lidar com toda aquela situação de doença, rindo de mim mesma. Não sei como eu teria lidado com tudo se não fosse o blog.
Hoje não tenho mais que lidar (tanto) com situações difíceis, e também já não tenho mais motivos pra rir de mim mesma (afinal só estudar não tem tanta graça assim!), então sinto uma sensação de dever cumprido. Ler todos os comentários e saber que mais pessoas se sensibilizaram com tudo o que eu passei me deixa ainda emocionada.
Então, quero só agradecer, conhecidos e desconhecidos, obrigada por todo carinho!
Mas isso ainda não é um tchau... é quem sabe um até breve! ;)

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Bom dia pra quem tá com sono!!!


sábado, 15 de outubro de 2011

Da civilização

Então... fiquei uma semana em General Câmara.
E lá não é tão interiorzão assim, mas com certeza é outro mundo, quase nã se vê carros... e nem pessoas ( e as que se vêem, se comprimentam), pra ter uma noção de trânsito: não tem nenhuma sinaleira,! O comércio ainda trabalha com caderninho, o sino da igreja toca quando morre alguém. Realmente (pra mim) é um outro mundo!
Cheguei na sexta de tarde, o ônibus atrasado por conta do protesto dos carvoieros (dava pra ver que a "relativa civilização" estava chegando), e a gente fica meio atordoado mesmo quando volta, um mundaréu de gente mal-educada no trem, um trânsito infernal... dá vontade de voltar pra lá e viver aquela vida mansa.
Mas hoje acabei indo no shopping, muita gente, e já comprei o presente de aniversário do Eduardo, pena que não aceitaram anotar no caderninho!!!
Saudades de General!!!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Das viagens

Olá minha gente! Hoje estou postando diretamente de General Câmara. Minha vó, quebrou o braço, botou um pino e agora estou aqui...cuidando dela!
Estamos eu e ela sozinhas aqui (ela mora sozinha), viemos eu e o Eduardo na sexta, ele foi embora domingo e eu só vou na sexta de tarde, sozinha.
Na verdade até gostaria que alguém viesse me buscar, porque não sou muito fã de viajar, ainda mais sozinha. Até gosto... de conhecer lugares novos, ir pra lugares que já conheço, mas assim... só lugares que forem bem perto. Tenho pavor de ficar horas e horas na estrada, vendo carro-carro-carro-posto-banheiro-carro-carro-carro, prefiro tomar Dramin e só acordar quando tiver quase lá.
Este ano a gente fez um bate-volta pra Rivera. 12 (doze) horas dentro de um carro. Saímos ás 6h da manhã (sem dramin, nem café), e ás 7 eu já tava de saco cheio perguntando:
-Já chegamos?
Ás 7:12
-Já chegamos?
Ás 7:28
-E agora, já chegamos?
Ás 7:42
-Olha ali, um posto!
Então minha gente, não deixem de me convidar para viagens, só tenham paciência com minhas excentricidades, e uma caixinha de Dramin (por favor!).

Bjos
Feliz dia das crianças!!!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Reflita com o Steve

E então...Steve Jobs morreu.
E não que eu entenda muito de tecnologia, mas né... vou tirar o chapéu pra ele!
Ainda não tinha visto o discurso que ele fez em Stanford, e fiquei surpresa. A gente imagina (eu, pelo menos) que gênios da informática não tenham relacionamentos pessoais de verdade, relacionamentos fora da internet, e nem que conhecem alguma coisa da vida. Fiquei impressionada com o vídeo, porque ele deu um conselho de vida, e não mais um blá-blá-blá de como ser bem sucedido profissionalmente. No fim, ele falava sobre a morte, de como ele acordava de manhã, e se perguntava olhando no espelho, se aquele fosse seu último dia de vida, era aquele dia que ele gostaria de ter? E percebendo que durante alguns dias consecutivos sua resposta era não, viu que tinha alguma coisa de errado e decidiu mudar. 
Acho tudo isso muito bonito (na teoria), porque no fundo eu também gostaria de ser assim, sei lá, recebo muitos emails de histórias de superação, de gente que realmente superou tudo que de ruim aconteceu, mas eu sei lá, sinto que não é tão fácil assim, mudar é uma coisa que requer um esforço tremendo.
Ele falava também que quando acontece coisas que a gente não espera, e que acha que vai ser ruim, ás vezes pode ser a melhor coisa que poderia  ter acontecido, e que começar de novo é sempre bom. Com isso realmente eu concordo, não existe nada melhor do que começar de novo. De novo. Ter uma segunda chance, recomeçar, e eu digo (de novo), não existe nada melhor que recomeçar... depois que tudo deu errado, partir do zero, e quem sabe, mais adiante a gente olhe para trás e veja que nada foi em vão!!!


Bjoooos!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Pensamento do dia

"Tenho profundo sono de quem prefere o morno. Eu gosto do risco. Dos que arriscam. Tenho admiração por quem segue o coração. Eu acredito nas pessoas livres. Liberdade de ser. Coragem boa de se mostrar. Dar a cara a tapa! Ser louca, estranha, linda, chata,aquelas que tem um milhão de defeitos.Aquelas que tem uma tpm horrível. Sou viciada em gente. Adoro ficar sozinha. Mas eu vivo para sentir. Por isso, prefiro que me tire do sério. Me tire do tédio. Vire meu mundo do avesso! Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir… 
Eu quero rir até a barriga doer. Chorar e ficar com cara de sapo. Este é o meu alimento.Tem dias que eu não sei dizer. Só sei sentir. Há dias em que as palavras não são capazes de traduzir o sentimento. Bom mesmo é ser compreendido, mesmo quando não sabemos dizer… Amar é uma forma de crer em silêncio.Por isso que digo quem ama não julga, como dizia Bob Marley: Eu sou do tamanho daquilo que sinto,que vejo e que faço,não do tamanho que os outros me enxergam."
Débora Duarte Campos


Lindo né? Foi minha prima que escreveu, ficou em casa sem fazer nada e saiu isso e eu porque diabos eu só escrevo porcaria nas horas vagas, hein???



sábado, 17 de setembro de 2011

Nham-nham


E hoje vai ter macarrão!
Hmmm...  delicinha!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Estuda, Grazi, estuda!

Buenas,

Pois é, na semana que vem tem feriadão, e eu nem aí... tenho muita coisa pra estudar, trabalhos pra fazer, own, que preguiça que me dá, mas, como eu estou muito aplicada, eu vou conseguir!
Segundo Angela Bebél, agora eu virei nerd. Não sou nerd, sou geek, é mais contemporâneo.
Fui numa visita técnica hoje e acho que eu realmente tô gostando da engenharia! Da logística eu já gosto, então fechou todas. Mesmo. Agora me resta sentar a bunda na cadeira e estudar :)

Bjos

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Exatamente

Quem ama sacode!

Bom dia povo!

Engraçado como nossa cabeça muda ao longo do tempo, ou em situações diferentes.
Já tive uma época que andava muito chateada, abatida, sentia  vontade de dormir o tempo todo, e quando acordava queria ficar reclamando e chorando... meus pais não me deixaram ficar assim, me davam uma "sacudida" todos os dias. Na época eu achava um saco, achando que eu tinha sim todo o direito de ficar no fundo do poço sofrendo, mas não enxergava que era difícil pra eles me ver sofrer, e que eu merecia sim uma sacudida. E muitas outras pessoas também merecem uma sacudida.
Gente que acha que gripe é  doença, que só acham defeitos nas coisas, que o problema não tem solução, que a vida não tem jeito. Tem gente que acha que dar uma "sacudida" na outra é feio, coisa que não se faz, não se comenta. Mas eu, particularmente acho que é demonstração de afeto, amizade, amor... ninguém quer ver a pessoa que gosta se acabando, é necessário de erguer, a gente se adapta a tudo.
A vida sempre dá um jeito de continuar!
E é no meio da aula, nessa quarta-feira meia-boca, que eu filosofo pra vocês!!!

Bjoos!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Do amor que dói!

Fim de semana, ops, feriadinho! Hoje parece tão segunda-feira e amanhã já é sexta!
Mas aproveitamos esta folga no meio da semana e fomos no cinema ver Planeta dos Macacos, e foi ruim, muito ruim... tô toda dolorida de tão tensa que fiquei durante o filme (que dó, que dó, que dó dos macaquinhos), é que eu sinto muitoo as coisas, mesmo o Eduardo tentando me convencer que todos eles eram digitais, fiquei mal.
Eu sou assim, sou oito ou oitenta, eu sinto muito medo, muita raiva, muita tristeza, mas quando eu estou feliz eu explodo, fico eufórica, gosto muito, amo demais. Demais. Mesmo.
Sempre falo pro Eduardo que eu amo tanto que meu coração dói, e sempre foi assim. Quando eu tava na UTI e as pessoas iam me visitar, eu ficava triste, mas ficava mais tranquila, que era eu a passar por isso e não alguém que eu amava. Tenho um medo louco que aconteça algo com alguém que eu gosto, então prefiro ser eu a passar pelas coisas... "Deixa pra mim, eu consigo". 
Bjos, minha gente

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Do Biotônico

Ai, quinta-feira já. E tá me dando um medo, um frio na barriga...
É assim sempre, são ciclos trimestrais que eu tenho que passar para ter a certeza que está tudo funcionando como deveria. E agora tá chegando perto...
Faço minha tomografia no sábado, mostro pro médico na consulta e aí tenho mais três meses pra me recuperar! mas desta vez minha vó mandou eu pedir uma consulta com o endócrino também... sabe como é... tô me sentindo super gorda, e aí vivo reclamando disso pra todo mundo! Aí, tadinha da minha vó ficou preocupada! Será que assim como o Fenômeno poderei colocar a culpa na tireóide??? Claro que não, mas já serve como desculpa.
Que é uma merda também. Eu já fui muito magra, de ter que tomar Biotônico Fontoura, agora acho que todos os anos de dedicação ao Biotônico foram reconhecidos este ano, na balança.
E é engraçado que todo mundo chega pra mim e diz: como tu tá bem, tá gordinha! Ei, amigos, gordura não é sinal de saúde! Mas estou bem sim, e isso o que importa ;)


quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Da revolução financeira!

Nada de grandes revoluções na minha vida. E já acho isso bom.
Tô me sentindo tão diferente, não sei, mais pensante talvez (acabei de ler um livro).
A culpa de eu não postar mais com frequência é da tv a cabo, não sei como as pessoas conseguem fazer coisas com a tv ligada... nos anos anteriores eu lia muitoooo durante o ano, e agora depois da revolução tv-a-cabo-piratística (vulgo net-gato)  ficou mais difícil.
Mas, retomando, li um livro sobre finanças de casais, e me senti muito feliz, esperançosa (típico de sensações de um livro de auto-ajuda.... se eu posso, você pode!). Num passado não muito distante fui muito consumista, comprava tudo o que dava na cabeça e em todos os meses gastava mais do que eu recebia, agora mudei, aprendi a não gastar tanto, ter sempre uma reservinha (geralmente não me sobra nem pro xeróx, mas né...). Este ano eu estou investindo em mim, no fim do ano acabo meu curso, e com ele meus gastos mensais! Aí vai sobrar dinheiro e eu posso voltar a respirar aliviada!

Bj!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Da Introdução

Pois é... e hoje... dia de chuva, com todo mundo correndo pra longe de aula e trabalho fui me enfiar na Puc, o dia todo!
Fiz uma visita no Ideia, que um instituto da Puc, voltado a pesquisa e desenvolvimento. Era pra ser um trabalho em grupo, mas fui sozinha (porque eu sou auto-suficiente!!!), fazer entrevista e tirar fotos, pra depois apresentar na cadeira de Introdução (quantas cadeiras de introdução eu já fiz será???). Que sensação ruim essa de ser "caloura" de novo, sensação de andar, andar e chegar no mesmo lugar... na cadeira de introdução (de novo!).
Aproveitei a tarde para pedir aproveitamento das cadeiras da arquitetura, e me encontrar com a Bebél... e a gente conversando ela me disse que tá desanimada, que dá vontade de desistir. Um saco mesmo essa faculdade que não acaba nunca (ainda mais pra mim, que vivo trocando de curso!), mas, pelo menos a gente vê que isso acontece com todo mundo, e que um dia (quem sabe), a gente finalmente se forme. 
E aí a gente começa a arranjar outras coisas para se preocupar...mas aí já é outra história!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

anda, corre, voa...

E a vida anda... não, voa!
Já estamos em 15 de agosto, e tá passando muito rápido! Que bom!
Este ano saiu tudo como o planejado, nada de sustos.
Minha vida anda meio corrida, e eu ando meio cansada, já que não estou acostumada a correr tanto (literalmente claro)!
Tive aula de cálculo agora de noite, e a minha cabeça ainda tá borbulhando! Já tive aula de introdução e a matéria do dia era: conheça a PUC! Ridículo né? E mais ridículo ainda foi o professor me perguntar que prédio ficava a arquitetura e eu não saber responder! #vergonhaalheia!
Estou muito feliz, descobri que pelo Prouni ainda tenho 5 anos para me formar! ;)




quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Momeees...



Saudades do Momes! 



quarta-feira, 3 de agosto de 2011

De lugar nenhum

Oi, mais uma vez estou aqui para uma surpreendente descrição do meu dia!
Tudo novo hoje... começo minha vida acadêmico-universitária na Puc, já me acampei na minha vó, e agora estou aqui postando no laboratório da engenharia, me sentindo a pessoa mais perdida do mundo.
Peguei o ônibus super cedo, o Restinga-Puc (mais pelo nome mesmo... muito preconceito, mas achei que ia levar uma eternidade), mas foi rápido, em 20 minutos eu já estava aqui.
Passei na arquitetura e não tinha ninguém de conhecido, e impáfia  a minha achar que alguém iria me reconhecer com estes lindos cabelos cacheados que eu cultivo na cabeça (não mais peruca!) ... ai, sensação de estranha de não fazer parte de lugar nenhum, sabe? Não conheço mais ninguém e não tenho pra onde ir... que chato isso.
Tá quase na hora da aula, e espero que depois eu encontre a Bebél, saudades dela!

Bjos e boa aula pra mim!

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Chama o Astro!

Ai, alguém por favooor, chama OAstro pra mim?
Hoje eu fui lá na Pucrs fazer a minha matrícula (mesmo com aquela chuva... doida pra voltar pra casa), tomei coragem (e vergonha na cara), e fui. Cheguei, e fui procurar alguma coisa pra comer, e não tinha nada além de comida! 
Todos estão de férias, então não tinha nenhum reles salgado pra me sustentar até chegar em casa, tive que optar por um xis universitário (muita salada, maionese e condimentos e nada de carne), e não me lembrava como a vida de universitária é cara! Não vou dizer quanto eu gastei, mas, dava pra comer no Mc!
Na hora da matrícula tinha uma fila enorme, no prédio da engenharia mesmo, aí pensei:
-Que diabos eu tô fazendo aqui???
Engenharia de produção não é beem o que eu queria, queria mesmo era fazer administração, que fica mais fácil trocar de área, e mais perto da logística, que por sinal eu gosto muito. Mas, por outro lado, engenharia é minha única opção no momento (tirando ficar em casa), ainda tenho 5 semestres do Prouni, e tenho ciência que tá difícil de ganhar bolsa, sei que podia ter usado com mais sabedoria, mas infelizmente os semestres que tive de trancar não consigo mais usar, nem com atestado médico :(
Então tô num dilema, não sei o que eu quero, e nem o que eu faço. Indecisão que me sufoca, e as aulas começam na semana que vem. Fim de semana vou dar uma boa pensada, e ver se isso não é só medo de começar uma coisa nova sozinha.
Mas se alguém conhecer algum Astro, por favor, me dá um grito!

Bj

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A super-sincera

Depois que eu fiquei doente, e que tudo passou, fiquei com um efeito (defeito) colateral não muito agradável... eu virei a super sincera, sinceridade demais pra uma pessoa só. Sabe aquelas mentirinhas que fazem bem (para os outros), do tipo:
-E aí... minha comida ficou boa? Eu estou gorda? Meu cabelo tá feio?
Pois é, eu respondo.
-Não tá boa não, tá muito salgada. Tá gordinha sim, é tireóide? Cabelo?! Que cabelo?!
Eu tento muitoo me controlar, porque ás vezes reconheço que passo dos limites, e que devia morder a lingua antes de falar. Já me estressei muitoo este ano, exatamente por falar o que eu penso. 
Só me dei conta  a pouco tempo que as pessoas ás vezes só querem desabafar, ou querem atenção; só querem falar e não ouvir, ninguém quer realmente saber realmente se a comida está boa ou qual a sua opinião sobre glândulas tireóides. 
Me falta um pouco de tato,eu sei, mas não sei, não é uma coisa que eu pensei: agora vou ser assim. Li num livro que o sentimento de impotência, e ficar "guardando sentimentos" era uma fagulha para o câncer, aí resolvi que tinha que lidar melhor com meus "fatores psicológicos", mas acho que o me fez ficar assim, foi o medo que se eu morresse as pessoas não iam saber o que eu realmente pensava das coisas, do que eu gostava, do que eu tenho medo, dos meus sonhos, enfim, de quem eu sou. Aí o resultado vocês já sabem...
Então estou tentando me controlar, ando até com uma ametista no pescoço, porque dizem que traz bom-humor, ainda mais na TPM.
Mas por favor tenham paciência comigo, ainda estou na fase: "Pergunta idiota, tolerância zerooo!"


Bjooooos (sinceros) a todos os meus leitores!!!

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Tá chegando a hora!

Dia da matrícula chegando, e agora tá me dando um friozão na barriga de medo.
Vou começar uma coisa não é bem o que eu queria, mas que pretendo acabar. Será que eu vou conseguir? Vou acabar passando muito tempo fora de casa (mesmo), vou ir "morar" na República da dona Nica (minha vó), que já abriga minha prima Luísa que estuda na Ufrgs e mora lá porque fica mais perto... então, eu também vou! Não sei se todos os dias, mas acho que vai ser bom ter umas férias familiares!
No sábado re-encontrei minha melhor amiga de pré-adolescência, e foi muito legal, nem parecia que a gente não se falava há tanto tempo. O Eduardo me perguntou:
-E como vai ser? Vocês vão se falar sempre agora? Vão se dar bem?
Eu não sabia dizer, mas parecia que a gente nunca tinha deixado de se falar. Caminhamos uns 243 km no shopping, e hoje tô com a perna toda dolorida (espero que seja por isso), porque me dá muitooo medo de ter dor, medo que as coisas não tenham passado. Mas, vou deixar de pensar nisso e me dopar com paracetamol.

Bjoos minha gente...

sábado, 23 de julho de 2011

Da nova adolescência!

Oi minha gente.
É...mais um aniversário passou, e este foi o mais mega-ultra-blaster sem graça de todos os tempos. Ah, vamos combinar que 26 anos, não é mais 15 :
- Ah... tem a vida toda pela frente.
26 anos é tipo:
- Ahhh, não tá formada ainda? Não casou ainda? Não tá trabalhando ainda?
Pois é não estou, e quer saber? Não tô nem aí... conversando com pessoas de quase 30, 30 e mais de 30, chegam,os a conclusão que a nova adolescência é aos 30! Vamos ver: ninguém mais sai de casa pra casar ás pressas, ninguém mais engravida "sem querer", ninguém mais quer que o marido sustente a casa e a gente fique lavando louça, todo mundo quer se formar (mesmo que demoreeeeeeeeeee) e ganhar bem, e aí sim... ter a sua casa. 
Então, estou feliz na minha condição de adolescente, e o meu niver foi considerado xoxo porque choveu o dia todo, e não porque eu estou mais velha (não...madura)!!!
Estou supeeer empolgada pra começar a facul, acho que vai ser meu re-começo (pela 86° vez), mas né... se nada me impedir pretendo seguir em frente... e deta vez até o fim!!!

Bjooos pra todos

PS.: Ah... ontem foi niver de noivado (2 anos), e fomos jantar e ver Harry Potter, que fica a dica:
É uma merdaaaaa!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Ahã

Minha mãe vai me levar na Renner hoje.
Mas já avisou:
-Não me pede nada.

Aham Cláudia, senta lá!

sábado, 16 de julho de 2011

Das coisas

Pois é...
Ultimamente não ando muito a fim de escrever, daí não escrevo mesmo.
Ontem fiquei sabendo que aprovaram meu pedido de reopção de curso, então é certo que vou cursar engenharia da produção, mas não era bem o que eu queria... preferia fazer administração, que é um negócio mais neutro, não tão específico, assim, pouco volúvel como sou, eu poderia ir e vir entre as profissões!
Ontem fui numa palestra do Max Gehringer (é assim que se escreve?), e tava muito legal, ele dizia que administração é para quem está completamente perdido na vida! Fui sozinha, na feira de transportes e logística na Fiergs, se foi o tempo em que eu deixava de fazer as coisas por não ter compania.
Esta semana faço aniversário, mas não me empolgo mais. Antes era uma festa, um mês antes já saia avisando as pessoas pra não esquecerem, mas não sei, parece que perdeu a graça, mais perto dos 30 do que dos 20... 26 pra ser específica, com corpo de 15 (tá... 18?!) e cabeça de 80.
É isso minha gente...
Bom sábado de chuva!

sábado, 9 de julho de 2011

Gang Gangrena

Que semana gelada, uma delícia, pra dizer a verdade!
Mas como ontem o frio deu uma trégua, saí de casa, a antiga Gang Gangrena foi se encontrar.
Na faculdade, eu, Angela, Eduardo e Gabi sempre andávamos juntos, grudados; a gente pensava igual, a respeito de tudo...e todos! Mas a vida segue, e a gente se fala ainda, mas não com a mesma frequencia de antes, então ficou decidido que íamos nos encontrar pra botar a "vida" em dia!
Antes de sair de casa, fi questão de pegar meus fones de ouvido, e colocar no celular as músicas que costumava ouvir quando ia pra Puc, porque mesmo não indo até lá, este era o caminho que eu fazia (ai saudosismo que não me deixa!), e eu boba... ouvindo minhas musiquinha e rindo sozinha!
Foi muito bom rever minha antiga "gang", e ver que a gente ainda tem muito em comum! Espero que a gente possa fazer mais isso!
Enfim meu joelho me deu uma trégua! Vou marcar uma festa pra comemorar, tá louco, festa nunca mais!

Bjooos!

terça-feira, 5 de julho de 2011

aii


Saco de joelho que não para de doer!
:(

segunda-feira, 4 de julho de 2011

O Momes ganhou!

Não postei nada na semana passada eu acho, mas é que não aconteceu muita coisa. Só comprei um casaco, fiquei com dor por causa da tendinite no joelho e matei aula, muita aula! Mas segundo uma amiga minha não é tendinite, é PVC (porra da velhice chegando), e concordo, este mês completo 26 primaveras!
Fiquei de muito mau-humor, com dor a semana inteira, me auto-mediquei e não adiantou, as temporadas que eu passei no hospital não adiantaram de nada :/, mas hoje, 10 dias depois, consegui um médico que não me pedisse 599 exames, e o remédio que ele me receitou fez efeito! 
No sábado comemos um risoto de camarão divino, que o pai da minha prima Anok fez, ele mora em Tubarão-SC e traz uns camarões muito bons (e grandes), tava maravilhoso!
No domingo além de ser o aniversário da minha sogra e da Nega Bá, tinha kart no Velopark, e o Momes foi correr... e ganhou! Nunca tinha corrido,  e eu tava tri animada de ver (adoro macacão de piloto!), mas o macacão que deram pro Eduardo parecia de frentista de posto de gasolina, mas aí valeu pela vitória!
Momes #nº1! Que orgulho do meu noivo!
A foto eu posto um outro dia, quando a internet resolver me ajudar!

Bjoos!

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Com essa roupa eu tb odiaria!

oi!oi!

Oi! Oi!
Ontem tava vendo A Liga, sobre essa gente da internet, e achei o máximo o PC Siqueira, ela fala o que dá na telha e é muitooo engraçado! E decidi que também vou ser assim, quero falar tudo, tu-do, tudinhooo! 
Mas também tem muita gente sem noção, e olha que nem precisa abrir o You tube! 
Eu leio um blog,  que a pessoa é muito sem noção, muito, e me irrita ler... me irrita tanto, que eu leio todos os dias! Hahaha! É que é tão feio ficar queimando o filme dos outros, triste né?
Tive na Puc hoje, e dei adeus de uma vez por todas pra arquitetura... troquei meu curso pra engenharia de produção (ainda falta aprovar meu re-ingresso, mas tá quase!), e nem fui dar um oi lá na arquitetura, tava morrendo de dor no joelho e meu pai no carro me esperando, aí não rolou (hoje, mas na semana que vem eu vou, prometo!).
Por hoje é só pessoal...

Que delícia de frio, né? :)

terça-feira, 28 de junho de 2011

Do arraiá!

Voltei!
Não levem a mal a minha pseudo-sumida (adoro esta palavra: pseudo!), é que eu tô podre (ainda).
Sexta-feira foi a nossa festa, festa da família Valente, Carvalho e agregados (vulgo enxertos), e durante a semana passada tava que meio na correria de achar roupa, maquiagem, e esta coisas que as mulheres gostam!
Olha, e vou dizer que tava muitoooo boa, conseguimos juntar praticamente toda a família (fora aqueles que não conseguiram fazer feriadão ou no caso de uma tia minha que está doente), tenho familiares no Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, muita gente.... e a festa bombou (junto com o meu joelho, aaaaiii meu joelho!). Acho que nem antes de ficar doente eu tinha me acabado tanto quanto sexta! Bebi, pulei, sambei... me acabei literalmente, sábado e domingo eu não consegui sair da cama!
O motivo da festa era festa junina, e praticamente todo mundo foi a caráter, uns mais que os outros, o pessoal de Curitiba se puxou, e foi muito engraçado! Minha prima fez um filme, mostrando como a família começou e como foi crescendo, e todo muito ficou muito emocionado, porque infelizmente tem gente que já faleceu. Muita gente quis falar algumas palavras, de como a famiília é importante, e como é bom a gente se dar tão bem e poder sempre contar uns com os outros; Fiquei com vontade de falar também, mas sabia que não ia conseguir, ia chorar na certa. Então vou escrever, que acho que vai dar no mesmo...
Pra mim esta festa foi mais que importante, era também uma comemoração pessoal, dia 19 de junho fez um ano que eu sai do hospital (e que nunca mais voltei!), e fiquei muito feliz de todo o tempo em que fiz tratamento pude contar muito com a minha famíla, principalmente minhas primas, que sempre iam me visitar, me ligavam, mandavam mensagem, faziam chá de peruca. E eu sei que elas sabem o quanto isso significou pra mim, mas queria deixar bem claro, que eu amoooo demais elas! Que com festa ou não, a gente tá sempre junto!
E depois de todo chororô, a festança! Teve até casamento na roça, e adivinha quem pegou o buquê??? Eu! Agora é que eu caso mesmo! Foi uma noite muito boa, espero que possamos ter mais oportunidades de repetir por muitos e muitos anos!

 Primolhês & Agregados!

quarta-feira, 22 de junho de 2011

:/


Nada pra dizer...
de tudo o que eu já disse um dia!



quarta-feira, 15 de junho de 2011

Viva a internet!

Não me sequestrem...

Tenho uma cadeira de marketing, e tô achando muito legal. Essa coisa de criação eu gosto, ainda sinto uma saudadeee de desenhar minhas plantinhas (ainda mais a mão!), mas marketing também é planejamento o que eu também gosto. E hoje meu professor disse que a gente tem que ter muito cuidado com que posta na internet...nada de escrever coisas pessoais, alguém pode querer te sequetrar...
-Mas professor, eu tenho um blog!
-Tá, mas não escreve nada do tipo onde tu estuda, mora. Nem que ônibus tu pega. Nem a conta do teu banco e a senha!
Ele é muito engraçado, mas piadas a parte, não creio que ninguém iria querer me sequetsrar... e se tentarem, eu du-vi-do que seja no trem lotado, que aliás não tem hora pra eu pegar. 
Não sou rica, nem estou "bem" financeiramente, tô numa merda de dar gosto! E todo mundo sabe.
Sou chata, falo demais, implico demais e como demais. 
Iria dar muito trabalho para vocês, sequestradores. Portanto não me levem!

;)

domingo, 12 de junho de 2011

Proteste já - Dia dos namorados

O dia dos namorados com certeza é lindo. 
Flores, presentes (deixo claro que não pelo valor monetário, mas sim pela lembrança...), chameguinhos, beijinhos, um amor só. Daí, hoje, estava fuçando em um monte de blogs (de novo), e em um, vi uma lista de filmes românticos, que seria recomendado para o dia dos namorados, 4 dos 5 filmes recomendados alguém morria (o mocinho ou a mocinha, claro), ou um deles estava gravemente doente, ou até os dois juntos!!!
Meldeus! Claro que todo mundo adora o PS. Eu te amo (as mulheres pelo menos, principalmente na semana na TPM!), se debulham em lágrimas e depois perguntam pro namorado: -porque tu não é assim?!
Mas o que me incomoda é a questão da morte, ou da possibilidade dela. Parece que alguma coisa tem que estar prestes a acontecer pra pessoa se dar conta do quanto a outra era importante. Por isso vim hoje fazer meu proteste já, doenças e morte não tem na-da de romântico. Doença aproxima as pessoas? Sim. Mas não como nos filmes... Óh, estou doente, vou aproveitar a vida, achar o amor da minha vida e não pensar mais nisso. 
*Não estou dizendo que quem está doente não possa ter namorado, mas fazer marketing em cima disso? Ah, sei lá, acho meio nada a ver.

Meu filme romântico preferido é Como se fosse a primeira vez, é bonito, é engraçado, é fofo, sem mortes, e doenças (tá só um acidentezinho, mas  abafa...).Ou quer um filme mais lindo do que A vida é Bela? Ele morre sim, mas no fim, e se amam mesmo durante a guerra.
E a gente tem que achar graça nisso, ter um namorado (a), companheiro, amigo, que te faça rir, que mostre que te ama nas pequenas coisas, sem precisar de demonstrações públicas de afeto (tipo beijõeees no meio shopping e carro de som na frente de casa!), nem ser um dramalhão Hollywoodiano (o dramalhão Mexicano perdeu a vez!)... 

Mas enfim... amem crianças; cada um tem o seu jeito, e este foi apenas um desabafo!
Feliz dia dos namorados para todoooos! ;)

 

Feliz dia dos Namorados!

Aproveite sem moderações!

sábado, 11 de junho de 2011

Do perfil, do meu perfil...

Andei lendo um monte de blogs hoje, e todos tinham o perfil da pessoa e em alguns a história do blog. 
Me dei conta que em mais de um ano de blog eu não fiz nem uma coisa nem outra, e então quem visita meu blog sem ser meu amigo/conhecido/parente não tem nem idéia de que Pseudo-pessoa eu sou.

Bom, vou começar por quem eu sou (ou penso que sou)...
Canceriana, sensível, sonhadora... ih, pópárá, isto tá parecendo o Clube dos Corações Solitários. Então vamos de novo:
Super sincera, falo o que penso, mas nem sempre escrevo tudo o que gostaria;  tô sempre viajando (pensandoo, pensando, pensandoooo); sou simpática não-praticante; irônica (inclusive comigo mesma); sou boa em dar conselhos práticos; observo tudoooo ao meu redor e acredito que toda experiência é valida.
Prefiro Pepsi do que Coca-Cola; amooo Nutella, sou Gremista, mas odeio ver futebol (só jogo de copa do mundo); gosto muito de ler; tenho medo de ET, do Freddy Kruger, e tenho pavor de palhaços; gosto de filmes sanguinolentos; adoro fazer Sudoku, já fui viciada em Morfina, mas no momento estou viciada no jogo para celular Blockd. Um pouco desiludida com a raça humana, não sei se quero ter filhos, mas quero sim, e muito casar com o Eduardo (se ele não estiver disponível aceito casar-me com o Paul, o McCartney).

História do Blog:
Cansada de reclamar para as pessoas e para Deus o quanto a minha vida era injusta, resolvi escrever, mas sempre tentando ver o lado bom das coisas (felicidade sim!).
Depois de passar por duas psicólogas, escrever foi o que mais me manteu "sã",  psicologicamente falando. Escrevia muito mais no início e filosofava mais também, agora escrevo pouco;  mas escrevo sempre que tenho vontade, e não por obrigação (porque até então não ganho nada com isso), só status (me auto-denomino blogueira!). 
E é esse meu início de blog, já a  minha história... só lendo mesmo!

* É provável que copie/cole este meu textinho de quem sou eu, aqui ao lado, para melhor identificação.

 Bjooos :) Grazi!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Do querer

"...Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida.
As pessoas mais interessantes que eu conheço não sabiam,
aos 22, o que queriam fazer da vida.
Alguns dos quarentões mais interessantes que conheço ainda não sabem....".

... já parafraseava Pedro Bial, e eu,  não que não saiba o que quero fazer da vida (Deusolivre), mas é que quero fazer tanta coisa que nem sei...esses dias me peguei dizendo que meu sonho era ser fotógrafa (tá, todo mundo sabe que eu amooo fotografias), mas será que eu conseguiria viver disso? 
Tenho aprendido bastante coisa na aula, e coisas não só técnico-profissionais, mas pra minha vida mesmo, como por exemplo querer sempre mais é normal e para isso se dá o nome de Teoria de Maslow (óhh), e que ás vezes a gente se equivoca, a gente acha que quer alguma coisa, mas na verdade a gente quer é o status disso, ou sei lá... o salário que isso paga. Aprendi que a gente tem que ter metas, mas que a gente precisa saber exatamente quem a gente é, e onde está hoje... saber o que quer realmente e em quanto tempo, e o que eu vou fazer pra isso acontecer... nunca tinha pensado desse modo objetivo. Sempre pensava nas coisas que eu quero (e muitaaaas coisas, como vocês sabem!), mas nem sempre pensava que tinha que fazer alguma coisa pra ela acontecer, era o tipo do pensamento do Segredo (o livro): Pense e acontecerá!!!
Mas sabemos que isso só não basta, então façam suas metas, mas saibam o que fazer para alcançá-las!

Bjooo :)

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Tá chegando...

Pois é... o dia dos namorados está chegando! E ainda não comprei nada e nem fiz nada de especial (ai saco!), este ano tô meio fu**** financeiramente, por causa do meu curso, então presentes caros estão fora de cogitação, mas queria fazer algo especial, que fosse simples, mas que significasse alguma coisa.
Se bem que eu não tenho namorado... tenho noivo! Mas mesmo assim... no ano passado passamos o dia dos namorados na UTI, dia não.... a visita durava só 30 minutos, e que o Eduardo conseguiu que os enfermeiros deixasem ele  ficar mais 5 minutos, e este ano (graças a Deus) vai ser diferente! E acho que isso conta mais do que presentes né? 
Bjo minha gente comprometida e gente solteirona!!!


quarta-feira, 1 de junho de 2011

TPC - Tensão Pré-Consulta

Sim, Todo mundo sabe que eu fiquei doente, né? Mas eu tô precisando de uma receita que me faça agora ter amnésia. é que é um saco... tá...acho que tô ficando meio paranóica, mas o que eu posso fazer, a não ser pedir ajuda publicamente?? É assim... toda vez que eu vou fazer alguma coisa, como por exemplo comprar um livro de logística...eu paro e penso: mas e se eu ficar doente de novo? O que eu vou fazer com um livro de logística??? Preciso de roupas de inverno: mas e se eu ficar doente, não preciso de roupas novas pra ir pro hospital. São coisas assim, que eu tento tirar da cabeça, mas sem falar pra ninguém, porque tenho noção do quão ridícula eu estou sendo... mas sem conseguir tirar da cabeça também.... Dá pra entender? 
Essa semana tem consulta, amanhã pra ser mais específica, sei que não vai dar nada porque já abri o exame, mas só de entrar lá me dá um frio na espinha, e quando saio de lá fico com uma dor de cabeça que só.
Hoje eu não fui na aula, tinha aula de recuperação de contabilidade, e não precisei porque fiquei com 10! É... ficar tanto tempo sem fazer nada a não ser pensar tem suas vantagens, aprendi a usar mais a cabeça!
Bom dia pra todo mundo!

Frio


Vistam seus casaquinhos que tá esfriandoooo!
Delícia!

sábado, 28 de maio de 2011

o Ó

Essa semana foi o Ó. Um caos, muito estresse e muita coisa pra fazer. Daí não tive tempo (nem a maldita internet 3G funcionou), para que eu pudesse pelo menos dar sinal de vida!
Mas...vamos ver esta semana... se acontece alguma coisa que eu possa comentar aqui...
Ah sim, esta semana tem consulta, então vou me preparar para outra semana de caos!
Um b-jão, bom findi a todos!

sábado, 21 de maio de 2011

Sem pressa!

Eu vivo com pressa. Sempre vivi. E só agora, durante o banho é que me dei conta, de quanto eu sou assim.
Hoje nós vamos comer pizza e ver filme, aí eu já pensei...e amanhã? E já pensei o que vou fazer durante a semana, no próximo fim de semana, e no outro e outro. 
Quando eu tava doente tinha pressa de ficar curada logo (claro!), e que meu cabelo crescesse, um pouquinho que fosse, agora eu quero que ele fique compridão. Já curada eu queria que começasse logo o curso, agora eu quero que ele chegue logo no meio pra eu conseguir um estágio e sei que depois disso vou querer um emprego, uma promoção...e logo, a aposentadoria.
Não tem nada de errado em querer sempre mais, li num artigo que isto é saudável, e se chama Teoria de Maslow, mas o que me dei conta, é que nem sempre eu aproveito o momento como deveria.
Quero parar um pouco de olhar pra amanhã e olhar só pra hoje, aproveitar bem, cada segundo.
Não me julgue mal, estou muito feliz com tudo o que está me acontecendo, mas quero que os momentos bons de hoje, durem mais, entende?
Bom, e pra hoje é isso!
Um beijãoooo, bom sábado pra todo mundo!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Eu amo Caio F. Abreu!

"A gente finge que arruma o guarda-roupa, arruma o quarto, arruma a bagunça.
Tira aquele tanto de coisa que não serve, porque ocupar espaço com coisas velhas não dá.
As coisas novas querem entrar, tanta coisa bonita nas lojas por aí.
Mas a gente nunca tira tudo.
Sempre as esconde aqui, esconde ali, finge para si mesmo que ainda serve.
A gente sabe. Que tá curta, pequeno, apertado.
É que a gente queria tanto.
Tanto.
Acredito que arrumar a bagunça da vida é como arrumar a bagunça do quarto.
Tirar tudo, rever roupas e sapatos, experimentar e ver o que ainda serve, jogar fora algumas coisas, outras separar para doação.
Isso pode servir melhor para outra pessoa.
Hora de deixar ir.
Alguém precisa mais do que você.
Se livrar.
Deixar pra trás.
Algumas coisas não servem mais.
Você sabe.
Chega.
Porque guardar roupa velha dentro da gaveta é como ocupar o coração com alguém que não lhe serve.
Perda de espaço, tempo, paciência e sentimento.
Tem tanta gente interessante por aí querendo entrar.
Deixa.
Deixa entrar: na vida, no coração, na cabeça."  

Caio F. Abreu

Pensamento cinematográfico do dia!

Alice: Isso é impossível.
Chapeleiro: Só se você acreditar que é.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Dos 100%

Eu sou 99% emoção, 1% razão.
Meu lado emocional diz que gosta, que não gosta, que tem raiva, que está amando, que não quer falar. Sou passional, brigo por quem eu gosto, boto a pessoa "debaixo das minha asas", defendo, tomo as dores.
Meu lado racional me diz que sou burra.

terça-feira, 17 de maio de 2011

De 8 a 80

Fim de semana foi beem corrido. Ótimo. Odeio ficar em casa.
Adoro sair, pra qualquer lugar, sou parceira pra tudo, só não me convida pra ficar em casa.
Teve Stock Car este findi, e fomos nos dois dias, sábado não tinha quase ninguém, já no domingo, tava bombandooo, fomos nos boxes, e eu tri faceira, achando que ia conseguir falar com meu bródinho Cacá, é... o Bueno. Em 2008 a gente foi e consegui ganhar um boné bem legal e ele tirou uma foto comigo, depois disso viramos brothers (Ahã), o Velopark é infinitamente mais organizado que Tarumã, acho que por isso tinha tanta gente, que fora a chuva e a multidão enlouquecida por brindes, tava bem bom!

Nosso novo "bródinho": Ricardo Maurício!

Mas no sábado eu tava bem louca, sei lá, acho que porque na semana passada eu fui no hospital, e durante a semana ouvi muita bobagens. Tava de mal humor mesmo, triste, por minhas botas não me servirem e chateada por eu estar sendo tão estúpida. Ouvi de uma pessoa que trabalha e estuda que a vida dela não é um "morango", e ouvi também de outra pessoa que não trabalha (porque não quer) e estuda, que ela tinha muitooos problemas. Daí eu fico realmente revoltada, inclusive comigo. Eu não tenho o direito de estar reclamando de nada, afinal, estudo, ganho o meu dinheiro (mesmo pouco, sou funcionária da Dilma!) e embora não prefeitamente, continuo caminhando e tendo liberdade e saúde pra fazer as minhas coisas.
As vezes ás coisas não são fáceis, pra ninguém, mas a gente ainda tem a opção de reverter isso. E aquelas pessoas que não tem? Muita gente reclama de boca cheia (e eu também). Mas tira um dia, uma tarde, um tempinho que seja, pra visitar um hospital, pessoas que fazem hemodiálise, asilos, orfanatos... tem muito mais gente pior do que e gente, do que a gente imagina. Então posso dizer pra todos (os que conheço pelo menos), que nossa vida é sim um morango. 
Agradeça mais, reclame menos...

sexta-feira, 13 de maio de 2011

.

Cansada de tentar me explicar escrevendo. E quem disse que as coisas são ditas só com palavras?
Estou lendo de novo, um livro de auto ajuda (que me ajuda mesmo)... então eu já sei o que eu quero, agora só falta fazer...
As coisas andam meio corridas ultimamente, e nos fins de semana eu nem paro mais em casa, assim como neste, que vou na Stock car, e talvez eu faça alguma coisa do curso.

sábado, 7 de maio de 2011

Mini-flash-back semanal

Buenas minha gente. Esta semana foi uma lou-cu-ra.
Segunda: Não fiz nada como de costume,
Terça: Dei uma de guia turística-logística (de lojas, incluindo Renner, C&A e Marisa!), para uma colega que veio de Fortaleza, e que assim como eu é chegada em bater perna rumo ás compras, experimentei tudo e não levei nada (um sinal claro de evolução).
Quarta: Eu fui ás compras (acho que minha evolução durou pouco), tava precisando de calças e um outro oxford (mas claro que ainda me faltam coisas para comprar, e acho que sempre vão faltar...), e tinha que ir no oftalmo também, meu grau estagnou, o que é bom, porque assim posso fazer cirurgia de correção que custa R$4.000,00, o que é ruim. Mas tudo bem... quem não tem colírio usa óculos escuros...ou não?
Quinta: Compradora compulsiva que sou, não satisfeita com minhas compras do dia anterior, fui trocar uma das minhas calças, e, teria ficado mais tempo zanzando pelas lojas se não fosse meu pai ligar, me dizendo que tinha que me buscar porque a novela já ia começar, ok Carlote, você venceu.
Sexta: Esta semana foi puxada, e eu estava podre, então matei aula para descansar (mesmo), até porque de tarde eu tive que sair, para mandar fazer baínha nas minhas calças, espero que dê certo. Da última vez que mandei fazer baínha, a costureira cortou metade da perna( da sorte de sempre)!
E hoje passei a tarde tingindo uma calça (velha), que era meio emo,  e agora não é mais (espero).


Bjo minha gente!

Me chama, me chama....

Pode me chamar de banana se você quiser!

terça-feira, 3 de maio de 2011

Pensamento do dia

Sentir-se amado
Martha Medeiros

O cara diz que te ama, então tá. Ele te ama.

Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado.

Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas. Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se.

A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e verbalização, apesar de não sonharmos com outra coisa: se o cara beija, transa e diz que me ama, tenha a santa paciência, vou querer que ele faça pacto de sangue também?

Pactos. Acho que é isso. Não de sangue nem de nada que se possa ver e tocar. É um pacto silencioso que tem a força de manter as coisas enraizadas, um pacto de eternidade, mesmo que o destino um dia venha a dividir o caminho dos dois.

Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que sugere caminhos para melhorar, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você, caso você esteja delirando. “Não seja tão severa consigo mesma, relaxe um pouco. Vou te trazer um cálice de vinho”.

Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d´água. “Lembra que quando eu passei por isso você disse que eu estava dramatizando? Então, chegou sua vez de simplificar as coisas. Vem aqui, tira este sapato.”

Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.

Agora sente-se e escute: eu te amo não diz tudo.

sei lá...

Pois é... queria escrever mais.
Porque eu penso mais que escrevo.
Mas escrever e pensar só não basta. Tenho que dar um jeito de colocar tudo em prática. Eu quero muita coisa, a longo e a curto prazo e sei exatamente o que eu tenho que fazer pra conseguir, mas aí está o meu plano a curto prazo... esperar.

Esta é apenas uma pseudo viagem de quem não tem nada pra fazer no dia de hoje.

sábado, 30 de abril de 2011

Só pra constar

Oi minha gente... 
As semanas andam puxadas, trabalhos e provas para fazer, então não tive muito tempo pra postar e nem pensar em outra coisa!
Mas espero que semana que vem a inspiração chegue!!!

Bjoos!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Ai, ai , Johnny!

Você nunca sabe a força que tem. 

Até que a sua única alternativa é ser forte.  

(Johnny Depp)

 ai,ai Johnny!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Eu não vou me adaptar

Esta semana tava meio corrida!
Mas graças a Deus chegou a quarta feira de noite, e com ela um xis  filé! Para acabar com todo meu estresse e qualquer pretensão em fazer uma dieta. Eu tava mostrando pra minha mãe e a minha cunhada a "minha" música, mais da fase que eu estava doente (mas não menos minha por causa disso), do Nando Reis, Não vou me adaptar, já postei um trechinho dela num post... e elas riram porque a 1ª frase já é: "Eu não caibo mais nas roupas que eu cabia", mas decidi que não vou me adaptar mesmo, vou dar um jeito de emagrecer (e ficar linda, e rica, e estilosa) para caber nas minhas coisas, senão, cada vez que eu engordar for comprar roupas novas...vou virar um balão!
Aqui na minha vó se come muitoooo bem, chegamos meio-dia, e ela já estava nos esperando com uma baita lasanha, de sobremesa trufas com leite condensado, coco e limão, canoinhas com cocadas e canoinhas salgadas e agora ela tá lá na cozinha entretida... fazendo massa para sonhos! 
Mas tenho pra mim, que o problema não é o que eu como, nem quanto eu como, mas o que eu tô deixando de fazer... antes eu caminhava muito, corria, dançava, batia perna na Renner (em todas)... agora não faço quase nada... mas quero que isso mude, não digo que pra ontem, mas quem sabe pra amanhã?
Não vou dar bola pro que eu não posso fazer, e sim me concentrar no que eu posso fazer!
Qualquer ajuda é bem-vinda!

Fláviaaaa... me dá umas dicas de exercícios???

Bjooos pessoas!

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Morfina feelings

Hoje eu tô muito estranha, agora de noite principalmente, tô com a sensação de como se a recém tivesse tomado morfina... uma moleza boa, um soninho, um arrepio na cabeça (sim, na cabeça!), é difícil explicar pra quem nunca tomou, só sei dizer que é bom, muito bom!   #morfinafeelings!!!
Fui viciada em morfina (ai credo, que palavra feia!), mas estou "limpa" vai fazer 1 ano em junho!!! Então essa sensação só tenho de lembrança mesmo, já que meu estoque acabou faz tempo (viu Andressa?), mas muito bom ter acabado, já que não preciso mais!
Tá, por hoje é só que eu tô podre!
B-jo

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Ele vai voltar...

Que chuva maravilhosa! 
Tá... confesso que foi beem difícil sair da cama de manhã, mas foi muito fácil voltar pra ela depois do almoço! Tô louca pra chegue logo o invernão... mas vou ter que fazer uma limpeza nas minhas coisas, tirar tudo o que não me serve e o que eu acho que já não combina mais comigo, inclusive bolsas, e bijus. Por isso decidi ressussitar o Pseudo Brechó, mas nada vai estar á venda... tudo poderá ser trocado! Mas isso ainda vai ser colocado em prática, O design do blog tá quase pronto, falta tirar as fotos... alguma canditada a modelo?
Primas queridas ... conto com vocês!

Então...em breve novidades (ou pseudo novidades)... já que ele vai voltar!!!

terça-feira, 12 de abril de 2011

Faço o que???

Época de provas (já???), o curso é em três módulos, por isso as coisas são mais rápidas! 
Estou indo muito bem nas cadeiras, ando estudando bastante durante á tarde, além de gostar, o tempo passa mais rápido, já que minhas tardes continuam livres  ... até agora não me ligaram da fisioterapia. O que eu, particularmente, acho bom! Fazer fisioterapia é um sacoo, e no ano passado tinha muitas dores,  e agora que parei a fisio... elas sumiram!!!
Queria mesmo era fazer alguma coisa que me deixasse "gostosa" (hahaha!), mas que eu não precisasse fazer muito esforço, que fosse divertido e que desse resultado rápido ... será que eu tô pedindo demais? 
Tenho que arranjar alguma atividade física pra fazer, já que não ando mais de bicicleta (será que os cães sentem a minha falta?) e nem faço mais maratona nas lojas do shopping (será que a Renner sente a minha falta?).
Alguém aí, tem alguma idéia?

Bjoos!!!

segunda-feira, 11 de abril de 2011

As Campos (e agregados) orgulhosamente apresentam:


Maratona Pânico!

Saldo final:
Pânico 1: 1 dormiu;
Pânico 2: 4 dormiram;
Pânico 3: 6 dormiram;
e o no Pânico 4... todos dormirão???

... continua no próximo capítulo...


Da fé

Fim de semana, os homens, lá na casa do Eduardo, se reuniram pra ver o documentário do Senna.O Eduardo ficou impressionado como ele amava o que fazia, que achava que nada ia acontecer com ele porque ele acreditava muito em Deus. 
Invejo as pessoas que tem muita fé, que são resignadas e acreditam que as coisas boas também acontecem... queria ser assim, não que eu não acredite em Deus, não é isso... 
2009, eu tava mal... deprimida, chateada e minha tia achou que ia ser bom eu ir na casa espírita fazer "Diálogo fraterno", a gente conversa com alguém que trabalha lá, como se fosse um psicólogo. Contei chorando o que estava acontecendo, e ele ouviu e me disse que Deus é indiferente ás pessoas, que ele tá meio que "nem aí" pra ninguém, e que quem tem câncer, vai ter a vida inteira.
Fiquei apavorada, não era nisso no que eu sempre acreditei e depois disso fiquei meio sem chão, sem saber no que então acrediatr.
Durante todo o tratamento achei que Deus tinha me abandonado... mas quando acordei, da última vez que fui pra UTI, umas das primeiras coisas que me veio na cabeça, foi a mensagem "Pegadas na areia"... que diz que nos momentos mais difíceis, quando vemos apenas um par de pegadas na areia, é que Deus no colo nos carrega.
Tem gente que me diz que eu deveria agradecer muito mais pelas coisas boas que me aconteceram. E eu agradeço. Mas muitas vezes não durmo pensando nas coisas ruins. 
Posso dizer que eu ainda me sinto perdida, mas que as coisas tem melhorado...estou fazendo as pazes com as coisas que eu acreditava!


sábado, 9 de abril de 2011

Barbeiraaaaaaaa

Lembra que eu falei das metas que eu não queria fazer para este ano, mas fiz mesmo assim?
Pois é... entre elas tava a pretensão de voltar a dirigir. Tenho um pouco de pavorzinho...um frio na barriga, um medo de sair atropelando pessoas (principalmente ciclistas), e sem falar que a taxa de renovação da carteira subiu bem mais do que os R$5,00 que a Dilma me deu de aumento. Mas óbvio que não é só por isso.
Tirei a carteira faz algum tempo (não... não passei de primeira),  e também faz algum tempo que eu nem sento no banco do motorista.
Era um dia de sol belo e azul (vocês já viram o vídeo da Leila Lopes contando seu acidente de carro?), neste dia fazia um ano que eu tinha feito a carteira provisória. Aí aproveitei a carona do meu pai e fui pro centro pegar minha carteira definitiva, eu de carteira na mão e ele todo orgulhoso! 
-Vou ficar pelo centro. Será que tu consegue levar o carro pra casa?
-Paiê! Mas é claro! Deixa pra mim!
Sai toda faceira, levando o carro pra casa. Fui arrancar o carro e vi que tinham um grupinho de meninos olhando, pensei : mulher faz sucesso atrás do volante... engano meu, não era, era o freio de mão que ainda estava engatado e fazendo um barulho desgraçado. 
Cheia de charme e malemolência consegui chegar á minha rua, minha casa fica no lado esquerdo da rua, então eu tinha duas opções: parar do lado direito, manobrar e entrar em casa, ou manobrar e entrar direto. Como eu tava me achando e tinha gente na rua, decidi tocar direto pra eles verem que aqui tem motora!!!
Fui chegando perto, freiei...
-Huumm, que estranho não tá freiando, vou freiar com mais força...
Os cinco segundos mais estranhos da minha vida, entrei portão a dentro com carro e tudo... portão voando, cachorro fugindo, carro "amassadinho" e os vizinhos rindo da minha cara. Ai que vergonha... larguei tudo como estava e fui me esconder atrás da cortina, liguei pra minha mãe que só ria, o Eduardo ficou preocupado, mas a minha preocupação mesmo era o meu pai... ai caramba!
Ele chegou e eu tava fazendo faxina, opa... ele percebeu que tinha alguma coisa de errado.
Mas depois de me debulhar em lágrimas para contar pra ele o que aconteceu, ficou tudo bem!
Até eu sair na rua e gritarem.... Barbeiraaaaaaaa!

E você... pra onde vai???


-Pra onde você vai?
-Se der sorte, em frente.

E eu também!!! :)

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Do foco

O que se leva desta vida é a vida que se leva.
Já fui muitas em uma só, já tive minha fase explosiva, minha fase paz e amor, fase boba, sonhadora, pé-no-chão, minha fase de querer morrer. Agora estou na fase de que o que eu posso tirar de bom das coisas?!
Aprendi muito, muitooo mesmo, com todas as situações que eu passei, com coisas que eu vi e ouvi, com pessoas que passaram pela minha vida, e claro com as que continuam na minha vida. 
Estou com uma nova filosofia de vida... antes eu era mais braba, mais impaciente, ansiosa... e ficava sempre me perguntando porque eu? Agora eu penso... e porque não eu? As coisas acontecem o tempo todo, com todo mundo, todo mundo tem suas dificuldades. sejam físicas ou não. Estou tratando as pessoas com mais carinho, mais paciência, podia ter morrido, mas estou aqui, então vou fazer o possível para que as pessoas gostem de ficar do meu lado.
Sei que vocês já devem estar de saco cheio de eu estar falando disso, mas é que dia 14 eu tenho consulta, e me deixa um pouco nervosa. E quero aproveitar pra dar um ponto final nesse negócio de doenças.
Ando lendo blogs de moda, de decoração, de fofoca, de indiretas que ninguém entende, de fotos boas e ruins... mas e o meu blog... é sobre o que?
Quero dar um novo foco pra ele, nem que seja pra contar histórias (as do meu pai fazem sucesso!), mas acho que isso vou descobrindo com o tempo!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Da futura festchenha!


Em junho vai ter uma festa de família, de duas famílias que no fim são uma só... é assim... minha bisavó se casou com meu bisavô e tiveram dois filhos, ela ficou viúva e naquele tempo, as mulheres realmente precisavam de um marido e casou (meio que por conviniência) com o primo dela, que também tinha ficado viúvo e também tinha filhos... e juntos tiveram mais filhos (quantos não sei ao certo... é bastante gente!). Meus bisas já faleceram e desde lá as nossas festas não são as mesmas (acho que falei isto aqui...), então, ficou resolvido que as coisas tem que continuar... e a festa dos Valentes, Carvalhos e Agregados (maridos, mulheres, "amancebados", noivos, namorados, ficantes, peguetes e amigos) enfim, todooo mundo! Eu não sou nenhum dos três... mas a minha mãe é Valente... portanto eu também sou (e isso todo mundo sabe, né??? Hahaha!). A festa vai ser em junho, e vai ser á fantasia (de que será que eu vou??), e estou acompanhando o pessoal se organizando pra festa acontecer, e é muita coisa!
Assim já me dá uma idéia do que vou ter que fazer para a minha festa 2014 sair.... Mas o mais legal é ter toda a família reunida, por nenhum motivo, só porque a gente se gosta mesmo!

Primas, e aí... vamos de sete anões?



quinta-feira, 24 de março de 2011

quarta-feira, 23 de março de 2011

Da logística

Pois é...
antigamente eu costumava escrever mais, né? Filosofava sobre tudooo, talvez por não saber o que ia acontecer comigo e ter medo de ficar sem dizer alguma coisa. Agora parecem que as coisas passaram há muito tempo.
Estou amando o curso de logística, embora os professorem façam questão de salientar que tem muito trabalho, em fins de semana também... mas ganhando bem... que mal tem? Falam também que a logística no Brasil tá engatinhando e tem um mercado muito grande. Fico muito feliz, ainda mais por estar curtindo de verdade o curso! Já estou procurando estágio... mas assim, só pra pesquisar mesmo, porque agora é melhor ir com calma, pegar leve na volta á rotina!
:)

terça-feira, 22 de março de 2011

Da Grazi

Olha eu de estilista!!! Hauahuahau! 
Fiz meu look, que acho que vou usar amanhã! No site...
Dica dada pela  Lu.:  do blog Eu não disse nada disso
Ah... comprei uma bolsa igual a esta! 

domingo, 20 de março de 2011

Colagens by: Grazi!

Ai, e falta mês no fim do dinheiro né?
Meus últimos "pilas" foram em um caderno, cola, errorex (ou corretivo, como preferirem...). Vi um filme uma vez que uma menina fazia um caderno de colagem, com tudo o que ela gostava, queria, achava bonito, feio, legal e com coisas que ela escrevia, uma coisa bem dela mesmo, que ninguém via. Ela tinha câncer, e antes de morrer, ela deu para mãe, como sendo aquele o seu maior bem. Achei a idéia boa, não por a menina estar doente, por que isso eu já superei... cada dia mais, na mesma velocidade com que cresce meu cabelo ( e que cabelo! Hehe!)... então decidi fazer o mesmo, tenho o meu blog pra me expressar, mas o caderno é também pra isso, inclusive para colocar os meus desejos mais fúteis e minhas idéias para o futuro (inclusive tipos de estampas para almofadas que um dia eu pretendo ter!), roupas que eu acho legal, pessoas, bichinhos, enfim... de tudo um pouco!
Boa semana pra todo mundo!

Esse look com certeza vai pro meu caderno!
By: Luisa Leupolt

sábado, 19 de março de 2011

Terra chamando...

Oiii pessoas!
Esta semana foi ótima! Comecei a aula, que por sinal gostei... e muito, fazer um técnico é mais legal,. muito mais objetivo... a gente aprende só aquilo que realmente vai usar para trabalhar, ao contrário da faculdade, que metade das cadeiras são caça níqueis! Estou estudando de manhã, e tem pouca gente na turma, entre idas e vindas, acho que somos em torno de 16, mais homens do que mulheres...ao contrário da arquitetura...
Tô me sentindo muito melhor, mais útil e quase independente... coisa boa ir e vir sem depender de ninguém, e sem falar de chegar em casa cansada, e de noite dormir sem ficar fritando prum lado e pro outro.
E depois de muito tempo, esta semana eu fui ás compras! Comprei meu oxford querido, na verdade ele parece mais uma botinha...mas tudo bem, blusinhas pro frio, uma sobrinha fashion e uma bolsa que eu tava namorando há tempos em um blog de moda.
Não sei o que vou fazer este sábado, mas se não fizer nada, fico feliz do mesmo jeito, esta semana vai ficar na história (na minha pelo menos)!

Ah! O mundo tá ficando louco mesmo, neh? Chuvas e enxurradas, terremotos e tsunamis, sei lá, tem muita gente no mundo usando mal os recursos naturais, acho que tá ficando saturado, e a natureza tá dando um jeito de diminuir a população. Será que o mundo acaba mesmo? Não sei, mas se a gente não adotar uma postura mais... ambientalista (tá certo esta palavra?!?!), a coisa vai ficar feia.
Na semana que vem, no sábado, dia 26,  vai acontecer a hora do planeta, a WWF Brasil tá incentivando as pessoas a apagarem as luzes (casa, apartamento, cabana, puxadinho, barraca... vale tudo!) por 1hora, a partir das 20:30h.  Vamos salvar o planeta!!!

Bjooos

sexta-feira, 18 de março de 2011

Mini-flashback - Férias


Catedral de Venâncio Aires - RS
Na verdade não fomos passear na cidade, estávamos por perto e minha vó precisava comprar uns remédios,  paramos e aproveitamos pra dar uma passadinha na Catedral, que ela casou com meu vô no ano de 1958.
Venâncio é a capital nacional do chimarrão, lá acontece também a Fenachim, cidade pequena e muito bonitinha, um lugar legal de conhecer!
Foi este meu mini-flashback das férias!

terça-feira, 15 de março de 2011

doguinhos!

Amanhã é um novo dia

Fim de férias. Definitivamente.
Tô com um friozãoo na barriga, uma ansiedade que não me deixa dormir.
Amanhã começam as aulas. Acho que agora vai.
No ano passado, nesta mesma época, eu ficava lembrando do ano retrasado... O primeiro dia de aula, as cadeiras que eu fazia, as amigas que eu tinha.
Este ano eu fico pensando no ano que vem... onde eu vou estar trabalhando, o que eu vou estar fazendo, e claro nas pessoas que ainda vão passar na minha vida!
Finalmente amanhã vai ser meu "novo início", começando por retomar os estudos, que parei há quase dois anos, sair de casa, ver gente, conversar, pegar chuva, trânsito, ter que fazer trabalhos... 
tudo igual e tudo diferente!
Me desejem sorte!

Bjoos!

quinta-feira, 10 de março de 2011

fim de férias!

Hoje acabaram-se as férias. É... na verdade vão acabar na terça, mas hoje voltei da vó Neiva e amanhã vou posar em casa depois de duas semanas, então as férias acabaram, já que eu vou voltar pra casa e a rotina de não fazer nada também (mas só até terça de noite!).
Estas férias foram bem boas, e o negócio de fazer uma poupança pra usar só para as férias foi o que nos salvou, fizemos tudo o que tínhamos vontade e não gastamos mais do que podíamos. O dinheiro acabou hoje!
Vou fazer uma seleção de fotos das férias, aí depois posto pra vocês verem meus passeios culturais....

terça-feira, 8 de março de 2011

Mulherada!


Parabéns
mulherada!
Vamos dominar o mundo!


segunda-feira, 7 de março de 2011

Que família, hein!

Estamos passando o carnaval na minha vó, em General (acho que vocês já ouviram falar, né? Hehe!). Quase toda a família por parte de pai, que é pequena... minha vó, tia, e minha prima, meu pai, mãe, eu e o meu irmão. Mas que com os respectivos enxertos, fica bastante gente. Estamos em 10 pessoas aqui, e ainda falta a Anoka-prima e o respectivo dela, o Régis.
É um verdadeiro Big Brother, como tem muita gente, estamos num pseudo-acampamento, com direito a colchão de ar, e mutirão para arrumar a casa, sorte que é por pouco tempo... cada um tem o seu temperamento, as suas preferências... um não toma açúcar, outro só toma café, outro não pode tomar café, outro não dorme tarde, outro não dorme antes das 2h.... ai, é difícil lidar com muita gente diferente da família, imagina lidar com pessoas que a gente não conhece e não tem intimidade (que a gente lida todo dia)... no ônibus, na faculdade, no trabalho, tem que ter um joguinho de cintura, principalmente pra mim, que tenho tendência a ser (só um pouquinhooo) explosiva!
Mas tá tudo muito legal, adoro estas muvucas familiares, mas que bom que são só de vez em quando... 
Diversidade já!

Esta família é muito unida 
E também muito ouriçada 
Brigam por qualquer razão 
Mas acabam pedindo perdão...  

Pirraça pai! Pirraça mãe! Pirraça filha! 
 Eu também sou da família 
Eu também quero pirraçar...

Uma tem medo de barata!
O outro tem medo de ladrão!
A filha só pensa no namorado!
Eh cumpade, não fala
De boca cheia na mesa...

Que família, hein!!
 
(Trecho de A grande família - Dudu Nobre)

Bjooooos!

domingo, 6 de março de 2011

Carnaval...aah

Carnaval. De novo.
Saudades das marchinhas.


Hei, você aí
Me dá um dinheiro aí
Me dá um dinheiro aí!!!

Mas...só me resta aguardar que este feriado passe logo.
E sem ver tv.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Eu tô querendo!

Bruna Surfistinha

Fui ver Bruna Surfistinha no cinema. O.o
Tava querendo muito ver Cisne negro, mas os horários não eram nada bons, ou no horário do pique, ou muito tarde... Na terça pegamos um engarrafamentooo, meu Deus...por isso estamos evitando sair das 18 ás 19!
Li o livro quando lançaram, e agora vi o filme.... e como todo livro que vira filme, eu digo que mudaram muitaaa coisa. Pra começar a própria família dela, o tipo físico dela, e no filme parece que ela faz programa pra não depender de ninguém...mas no livro tá bem claro que ela faz porque gosta. Não gosto de ver filme que não segue o livro, reclamo, acho chato, e o Eduardo me corrige dizendo que isso é "Roteiro adaptado"... Que seja... o filme é ruim mesmo assim.
Pra você que está querendo ver Bruna Surfistinha no cinema, não vá. É melhor ir ver o Pelé... 

Bjoos.

bye-bye cats

Pois é...
Consegui dar os meus gatinhos. Mas não tô feliz não.
Coisa triste abandonar aquelas coisinhas fofas pra uma mulher com cara de bruxa cuidar.
:(

quarta-feira, 2 de março de 2011

Início da semana cultural!

Ontem demos início a nossa semana cutural. Fomos no museu da Puc.
Tem muita coisa pra ver, e pra mexer também! Muita coisa mesmoo, chegamos lá ao meio dia e saímos eram quase 17 horas, eu e o Eduardo parecíamos duas crianças mexendo nas coisas, mas quando cheguei em casa parecia uma velha, com dor nas costas e nos pés.#velhiceprecoceaos25.
Passei também na arquitetura, já que o prédio é do lado do museu, era o primeiro dia de aula, e encontrei minhas ex-colegas e amigas, até a Paola, que fazia quase dois anos que a gente não se via, mas que se fala sempre pelos blogs, ela olhou pro Eduardo e perguntou se ele era o Momes...  daí apresentei ela como a Mãe da Tonton! É minha gente, os blogs tão bombando!
É estranho voltar lá só pra visitar, dá vontade de voltar e não dá ao mesmo tempo, muita gente nova e muita gente de sempre.... Já tinha ido lá depois de curada, mas sempre tinha a esperança de voltar no próximo semestre, e esta foi a primeira vez que eu fui lá sabendo que não ia voltar (pra estudar ao menos...). Mas agora falta pouco pra começar a minha aula!
Bjos

domingo, 27 de fevereiro de 2011

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Parabéns! Ou não?

E eu que pensava que já tinha passado por tudo nessa vida!
Estamos de bobeira, na casa do Momes, estamos de caseiros esta semana, já que meus sogros foram pra praia. Fiz o almoço, olhamos tv, o Momes jogou vídeo-game e eu fui dormir.
De noite meus cunhados vão vir aqui, e a gente vai pedir umas pizzas, mas faltava cerveja...aí fomos no Big buscar. Não sei se vocês já foram no Big em um sábado de final de mês - é im-pos-sí-vel caminhar, ficar na fila então, nem se fala.
Mas, botei um vestido, minha órtese...chegamos no Big, pegamos as compras e rumamos para a fila preferencial, idosos, gestantes e deficientes... e como não estou 100% da minha perna, resolvi que podia sim, utilizar desse meu "direito". 
Passando no caixa, o Momes encontrou uma tia dele, acho que ela não lembrava de mim (e não a culpo, mudei tanto nesses ultimos anos que nem eu mesma me reconheço), ela me olhou...passou a mão na barriga e largou um:
-Parabéns! Tá grávida!
Ai-meu-Deus! Fiquei muda...ela achou que eu estou grávida! Se tivesse um buraco, juro que tinha me escondido. Mas aí o Momes tomou a frente e explicou que estávamos usando aquela fila por causa do meu pé e não por causa da minha saliência abdominal. Ficou um climãoooo, ai que chato (pior pra mim, claro).
O Eduardo veio o caminho todo rindo de mim, e cantando a música do Ratinho, sabe, né?
Liguei pra minha mãe pra desabafar.
-Mãe... tô grávida!
-Quê?
-Tô grávida mãe!
Silêncio.
-Do quê?
-?????
Silêncio
-Funciona assim... vem a cegonha e ... ai mãe esquece, vou te contar o que me aconteceu...

E é isso gente, agora pizza não pooooode, só coisinhas lights (ahã) e verdes; mas isso só por enquanto... até eu conseguir ficar na fila preferencial sem ninguém achar que eu tô gestante!

De férias - oficial!

Agora estou oficialmente de férias - e o Momes também.
Esta semana vamos tentar fazer alguns programas por Porto mesmo, tipo ir em museus, andar no ônibus turístico e coisas assim, que nos encham de sabedoria (by: ET Bilu).
Dicas serão bem vindas...
B-jooos.